edição nº 11 ano 2021
outros títulos do autor
Sonhos
Mensagem para 2010
Mediunidade
Caminho Evolutivo no século XXI
Vivendo com seu Gestor
Regra de 3
Superação
Caminho dos Guerreiros
Legado Atlante
Criatividade
     
 
veja também
Milagroso mindinho
Coco
Zorba, o gato
Destino, sorte e azar
Realização pessoal plena

A realização pessoal consiste em um esforço individual para descobrir algo diferente e fixar isso, sempre desafiando a própria natureza. Não é somente conseguir o resultado desejado, mas também transformá-lo em experiência, a qual será o grande retorno do esforço despendido. Esse Caminho obriga a pessoa a remar contra a obviedade e envolve a necessidade de cuidar pessoalmente de seu objetivo.


A decisão de trilhar esse Caminho acontece quando a pessoa resolve não ser igual a todo mundo, descobrir algo especial em sua vida, contando com um esforço consciente, encontrado dentro de si mesma.  


Conforme G.I. Gurdjieff, tradicionalmente, havia três Caminhos para a realização individual.

 

Caminho do faquir: desenvolve a força de vontade através da ampliação dos limites do corpo físico;

Caminho do monge: desperta potencialidades especiais através de uma conexão religiosa, com afastamento do mundo;

Caminho do iogue: permite o acesso a uma realidade mental diferente através de meditação, que clareia a mente.


No entanto, Gurdjieff desenvolveu mais um caminho: o Quarto Caminho, que reúne os três caminhos anteriores e os insere no cotidiano. Este cotidiano, que podemos chamar de desperto, possibilita a fixação do nome individual, o qual deixará algum legado importante à humanidade.


Mesmo sem saber nada sobre o Quarto Caminho, muitos o trilharam, pois introduziram em suas vidas um desafio que não é apenas realizado, mas transformado numa marca individual. Conhecemos muitos casos de pessoas que conseguiram vencer, enriquecendo a sua vida e, ao mesmo tempo, propiciando um salto evolutivo à sociedade.


Os avanços tecnológicos, no fundo, são sempre frutos de esforço individual, do esforço de alguém que conseguiu trilhar seu Caminho. Podemos pensar nos grandes inventores do século 19 e, principalmente, nos do século 20, quando presenciamos uma revolução tecnológica sem precedentes.


Estamos no século 21, vivemos um momento em que a tecnologia se desenvolveu a tal ponto que um ser humano comum não satisfaz mais. Existe a necessidade de permanente reinvenção. Parece que estamos numa corrida de revezamento que nunca termina. Tudo está em contínuo movimento. Desse modo, as exigências com as pessoas mudaram completamente.


Além de seu currículo padrão, contendo tudo o que fez ao longo de sua vida profissional, a pessoa se vê obrigada a cumprir exigências, ora faladas, ora veladas, em que nenhuma faculdade é capaz de ajudar. A sociedade atual quer um indivíduo qualificado: que seja um líder, que saiba competir com as pessoas, que tenha domínio emocional, que saiba se comunicar com iniciativa e ousadia.


Essas características, que estão fora do alcance da faculdade comum, não se restringem à vida profissional. Há muitos casos que solicitam um grande esforço individual, como, por exemplo, a superação de doenças graves, a mudança profissional, familiar e até de sexo. A própria sociedade possibilita isso através de profissões novas que ajudam as pessoas na realização desses desafios.   


De repente, tudo aquilo que era importante para o Caminho evolutivo, trilhado individualmente, torna-se obrigatório na sociedade. Esse novo contexto ainda nem tem nome, mas já é uma realidade. 


A sociedade e os indivíduos agora estão trilhando um mesmo caminho, seus destinos se unificaram. Há uma dependência mútua, mas, em estado quase embrionário, ainda não foi explorada adequadamente. 


Nos dias de hoje, é imprescindível conhecer seu potencial. O que é liderança e como utilizá-la? Como é possível trabalhar a motivação? Como tomar decisões sem se estressar? Como gerir pessoas sem se irritar? Como manter a felicidade num mundo tão caótico? Como mudar este mundo? Com revoluções sangrentas? Onde encontrar governantes capazes de dirigir a sociedade em sua nova configuração?


A sociedade finalmente criou um cenário propício para a realização plena do ser humano enquanto indivíduo, tornando-o capaz de direcionar o próprio crescimento, de mudar o próprio destino. A realização plena envolve tanto a vida profissional quanto a pessoal. Pessoas que chegaram a isso são a esperança para rumos melhores. São indivíduos que rejeitam a fragmentação, que buscam desenvolver todos os lados da sua existência. A realização pessoal plena está em pleno andamento!



 

Sofia Mountian

Sofia Mountian dispensa maiores apresentações – criadora da Teoria da Abrangência, fundadora do Instituto Solaris, presidente da ONG Solaris e uma das sócias da Plênita Consultoria. Sofia, no intuito de esclarecer dúvidas sobre a Teoria da Abrangência, o crescimento do ser humano e assuntos de interesse dos solarianos, escreve mensalmente na Revista Solaris.

 
 
Imprimir